X
Mande sua história
Receba nossas novidades
Fale Conosco

Cadastre-se e receba nossas postagens em seu email

Tem dúvidas, sugestões de pautas, ou quer falar conosco? Preencha o formulário que teremos enorme prazer em responde-la!

Pilkington para elas

Ponto H rebaixado torna-se tendência no mercado automotivo

Ponto H rebaixado torna-se tendência no mercado automotivo

Você sabe o que é o ponto H? A letra H remete à palavra hip, quadril em inglês. Assim, ele é basicamente um ponto teórico entre o prolongamento da coluna vertebral e a extensão das pernas, que pode estimular sensações de conforto ou esportivo. O ponto H, por sua vez, pertence às pessoas a bordo e não ao automóvel em si.

Apesar de geralmente referir-se ao motorista quando se fala em ponto H, as demais posições nos carros também possuem o ponto H.  Entretanto, é a partir do motorista que se dá início ao projeto do veículo. Isso porque, além das sensações, o ponto H influencia também na montagem do automóvel, por exemplo, no posicionamento de pedais, volante, retrovisores.

A influência do ponto H não para por aí. A aerodinâmica do carro, como a altura da cabine e a inclinação do para-brisa, também está ligada a ele. E, por consequência, as sensações do motorista ao volante também.

Os anos 2000 valorizaram o ponto H elevado, resultando em mais conforto para acessar o assento, se posicionar para dirigir e, ainda, ao ampliar o campo de visão. Contudo, a tendência do mercado automotivo  atual é investir no ponto H rebaixado, o que permite maior interação com o carro, tornando-se mais esportivo e garantindo maior prazer na direção.

Sendo assim, nota-se que o ponto positivo de um é o negativo de outro e vice-versa. Portanto, o ponto H ideal dependerá do que você quer privilegiar: mais conforto ou interação com o carro. Quando for dirigir, descubra o ponto H reparando onde se posiciona seu quadril no assento.

 

 


Agora é com Elas - Todos os direitos reservados © Copyright 2020

prjeto integrado